Lemon Logo
 
Em todo o portal   
   
 
   Você está em: Lemon > Home > Quase um blog > Entrevistas
 

Daniel Carlomagno

Publicado por: Pê Martins em 05/02/2006


Multinstrumentista, produtor, arranjador, compositor. Um talento.

Confira nosso papo rápido com Daniel Carlomagno, um dos novos nomes do cenário musical brasileiro, e egresso da mesma turma que revelou nomes como Luciana Mello, Jair Oliveira, Pedro Mariano e Max de Castro, dentre outros.

Leia na íntegra
 

  Índice:

    Todas
    Entrevistas
    Artigos
    Notícias


Você deveria conhecer:

    e-Cards



Você chegou a São Paulo vindo de Ribeirão Preto, e foi engenheiro de som do César Camargo Mariano, não foi?

Foi. Trabalhei com o César durante 3 anos e passava praticamente 10 horas por dia com ele no estúdio. Aprendi muito sobre música com ele, e também sobre a vida do artista através de suas histórias e experiências. Foi uma esperiência muito rica e divertida também.

Este foi o seu primeiro trabalho profissional na música?

Não. Meu primeiro trabalho remunerado foi dando aulas de contrabaixo , depois toquei na noite, comecei a produzir em estúdio, depois acompanhei o Kiko Zambianchi, e aí veio o César.

E as Jams depois do futebol na casa do Jair (Oliveira)?

Era aquele futebol de músico né? Mas era divertido… Esse futebol rolava hà algum tempo quando decidimos ficar e tocar e mostrar as composições novas e a coisa foi progredindo até irmos para o Supremo, Blén Blén e cada um traçar o seu caminho

Você teve uma banda com o Max de Castro e o Pedro Mariano. Qual foi o saldo?

Foi interessante. Além de que ganhamos alguns festivais e muita experiência.

Como foi participar do projeto artistas reunidos, e do programa Cia da música?

Em ambos, toquei ao lado de grandes artistas como Milton Nascimento, João Bosco, Djavan , Lenine e muitos outros. Isso foi um grande incentivo para a minha carreira, e o começo de uma certa dismitificação dos artistas, através do contato com os mesmos, o que me ajudou bastante.

Qual o primeiro grande sucesso?

Minha primeira canção com grande destaque foi “Assim que se faz”. Foi um sucesso de vendas e execução nacional.

O seu primeiro disco foi uma experiência mais intimista, mais autoral, onde você praticamente tocou e fez tudo sozinho. No segundo, encontramos nomes como Marcos Valle, César Camargo Mariano, Fernanda Porto e Renato Teixeira participando do projeto. O que mudou no seu trabalho, do primeiro disco para este último?

Fico feliz por perceber que o meu trabalho vem se desenvolvendo com o tempo, penso que esse artistas, que admiro, fazem parte disso.Isso também se reflete nas letras, nas melodias e arranjos desse mais recente CD.

O que dizer sobre as iniciativas da gravadora Trama?

Penso que continua tendo ótimas idéias e saindo na frente em alguns aspectos.

Você domina todas as áreas da música. Como é isso?

Hoje penso que todas elas significam expressão e criatividade portanto me dão prazer e sofrimento também.

E o que você diria aos jovens músicos que buscam um ponto de partida?

Usem a tecnologia como ferramenta . A poesia e o conhecimento continuam a ser o mais importante.

 

Referências na Internet


    MySpace
    Página do artista na Trama

Produtos relacionados


 

Tags


 

Deixe o seu comentário


Nome:

E-Mail:

Comentário:


Informe código gerado 
  Dicas:

 Leia os nossos termos de serviço.

  Seu comentário será verificado, e não será exibido imediatamente.

 Evite palavras de baixo-calão e ofensas.

Seja tolerante com opiniões diferentes da sua.
 

Não existem comentários liberados para este post


 
 

     
     
 
INFOS
 Home | Cadastre-se | A empresa | Parcerias | Anuncie |
 
 
 Copyright © Lemon 1996-2020

Política de privacidade | Termos de uso